O fim de ano é marcado por confraternização entre familiares e amigos, em que se comemoram a renovação da vida e a esperança em um futuro melhor. Mas, neste ano, a melhor mostra de carinho e cuidado é manter as medidas de biossegurança em prevenção à Covid-19. A Secretaria Municipal de Saúde orienta que a medida para evitar o contágio ainda é o distanciamento, sobretudo quando se tratam de pessoas no grupo de risco, como os idosos. Por isso, a prefeitura de Uberlândia, junto ao Núcleo Estratégico do Comitê Municipal de Enfrentamento ao Covid-19, elaborou e publicou uma cartilha de orientações detalhadas (veja aqui). 

O médico da Vigilância Epidemiológica Marcelo Sinício relembra que, em muitos lugares do país, os casos de contaminação estão em ascensão, o que demanda a necessidade de um cuidado reforçado por parte de todos para que a situação não se repita em Uberlândia. 

“É muito importante que as pessoas, mesmo na ansiedade de se confraternizar, preocupem-se com as aglomerações. Estamos tendo um aumento nítido no número de casos e internação e até mesmo óbitos no Brasil e em Minas Gerais. Então, é muito séria essa proporção da gravidade dos casos, principalmente naqueles indivíduos de faixa etária acima de 60 anos e também em quem já tenha alguma comorbidade”, destacou. 

Uma das maiores recomendação é evitar festividades presenciais e optar por reuniões virtuais, pois apenas o isolamento social pode garantir a segurança neste período de festas. Entendendo que muitos irão escolher por realizar reuniões familiares, a Prefeitura também elaborou alguns conselhos e etiquetas a serem seguidas durante os encontros para redução de riscos. Confira algumas delas: 

Durante os encontros:

– Realize os encontros em espaços preferencialmente ao ar livre e, não sendo possível, mantenha o ambiente arejado, com todas as portas e janelas abertas.
– Para potencializar a circulação de ar natural, utilize dois ventiladores próximos a janelas ou portas diferentes: um soprando o ar para fora, e outro com o ar direcionado para dentro do imóvel (evite direcionar o vento produzido por equipamento diretamente sobre os participantes).
– Outra importante recomendação é evitar o contato físico, como abraços e aperto de mãos, por exemplo.
– A utilização de máscara e distanciamento de dois metros entre os participantes é essencial.
– Tenha à disposição lavabos ou banheiros para higienização das mãos, com fornecimento de álcool em gel para todos os presentes.
– Não compartilhe objetos de uso pessoal como talheres e copos.
– Falar alto e cantar pode aumentar o número de partículas expelidas no ambiente, por isso, evite.
– O ideal é que os pratos sejam montados e servidos individualmente.
– Preferencialmente, tenha mesas separadas para que cada núcleo familiar faça suas refeições separadamente.
– Evite conversar durante as refeições. Ao falar, são expelidas gotículas de saliva que podem contaminar aqueles que não estiverem utilizando máscaras.

Quem não deve comparecer

– Pessoas com diagnóstico de Covid-19, ou que apresentem sintomas da doença (que não tenham realizado exame ou que estejam aguardando resultado).
– Quem teve contato nos últimos 14 dias com quem teve a doença, e que não tenha realizado exame para descartar a contaminação.
– Membros do grupo de risco ou pessoas que residam com pessoas do grupo de risco.

Em caso de viagens

– Recomenda-se que não sejam realizadas viagens nesse período, devido ao grande número de pessoas em trânsito simultaneamente.
– Se a viagem for necessária, dê preferência ao transporte de carro, evitando aeroportos e terminais rodoviários.
– Em caso de febre, não viaje.          

Confira essas e as demais recomendações sanitárias durante o período das festas aqui.