Anúncio



O governador de Minas Gerais, Romeu Zema (Novo), anunciou a nova fase mais restritiva do Plano Minas Consciente para o enfrentamento à Covid-19. A onda roxa foi incluída no plano onde estão posicionados os municípios da macrorregião Triângulo do Norte, que inclui Ituiutaba, Uberlândia e região, e a macrorregião Noroeste. A nova onda é impositiva, ou seja, de adesão obrigatória por conta do agravamento da crise sanitária e terá validade, inicialmente, por 15 dias.

Trata-se de protocolo mais restritivo do Minas Consciente, sendo que a tomada de decisões durante os quinze dias de maiores restrições nas macro Triângulo do Norte e Noroeste serão feitas pelo Comitê Extraordinário.

O estado terá o apoio das forças de segurança como a Polícia Militar de Minas Gerais – PMMG e o Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais – CBMMG. Assista abaixo os detalhes fornecidos pelo secretário de Estado de Saúde de Minas Gerais.

Veja os principais pontos da onda roxa:

Anúncio

Restrição de circulação, permitida somente em casos relacionados a atividades essenciais no período;

Toque de recolher das 20h às 5h;

Proibição de circulação sem uso de máscaras em qualquer espaço, publicou ou privado;

Proibição de circulação de pessoas com sintomas de gripe, exceto para atendimentos de Saúde;

Proibição de reuniões presenciais, inclusive com pessoas da mesma família que não moram juntas;

Proibição de eventos públicos ou privados;

Existência de barreiras sanitárias;

Setor de alimentos mantido, excluindo bares e restaurantes que serão via delivery;

Indústria mantida;

Bancos mantidos;

Transporte público somente para atividades essenciais;

Energia, gás, petróleo mantidos;

Manutenção de equipamentos e veículos mantidos;

Lavanderias mantidas;

Serviços de TI mantidos.

Com onda roxa no Minas Consciente, governo decreta fechamento do Triângulo do Norte; entenda

Anúncio