Covid -19: Comissão de ética dos vereadores analisa se colega trabalhou enquanto estava infectada

A vereadora Gilvan Masferrer foi acusada por ter trabalhado enquanto estava com o diagnóstico confirmado para Covid-19, a parlamentar rebate as acusações

Anúncio
Vereadora Gilvan Ferreira – Foto: Camâra dos Vereadores/Divulgação

Uma denúncia realizada na Câmara Municipal de Uberlândia culminou em uma investigação pela Comissão de Ética e Decoro Parlamentar. A vereadora Gilvan Masferrer teria participado de atividades públicas enquanto estava infectada pela Covid-19.

O vereador Cristiano Caporezzo disse para os vereadores ter recebido denúncia, a qual, a parlamentar participou de eventos públicos quando estava com a enfermidade.

Anúncio

De acordo com a assessoria da vereadora, a mesma rebate as acusações sendo infundadas pois a concessão de uma entrevista para uma emissora não aconteceu no período que esteve doente entre 01/02 (confirmação do teste) e voltou a trabalhar no dia 11/02, após liberação médica.

A outra acusação que teria participado de uma reunião no DMAE, a mesma tinha ocorrido no dia 20/01 (15 dias antes da reunião) e que o vídeo foi lançado no dia 1º de fevereiro, isto é, a presente alega não ter se reunido na data que a acusaram da infração.

O Ministério Público apresentou a denúncia e entregou o apontamento para a comissão de ética da Câmara, a mesma enviou o documento para o setor jurídico e aguarda o parecer do setor para abrir o processo, ouvir as partes e decidir se ocorrerá alguma sanção. As penalidades poderiam ser advertência, suspensão a até processo de cassação, caso, haja condenação.

Veja Mais:

Covid-19: Prefeitura de Uberlândia mantém fase rígida na cidade

Janones chama Guedes de ‘canalha’, ‘mau-caráter’ e ‘bandido’ em votação na Câmara; assista

Anúncio