Zema estuda criar auxílio emergencial em Minas para comerciantes durante restrições

Governador afirmou que Secretaria de Fazenda avalia o que é possível fazer para ajudar comerciantes

Foto: Ivanildo Lúcio

Romeu Zema afirmou, em coletiva na manhã desta terça-feira (16), que o governo estuda uma forma de compensação para os empresários afetados pelas restrições da onda roxa do Minas Consciente. Ontem, 15, o governador anunciou onda roxa em todo o estado para conter a aceleração da Pandemia.

Anúncio

“Da mesma forma que ocorreu em 2020, está previsto, sim, para este momento difícil, algum tipo de compensação para aquelas pessoas e atividades que vierem a ser afetadas”, afirmou.

Zema citou o novo auxílio emergencial do governo federal e disse que, em Minas, pediu à Secretaria de Fazenda que avalie o que é possível fazer para ajudar as empresas, em especial as micro e pequenas empresas.

O governador lembrou que o Estado conseguiu aprovar um novo Refis para os empresários mineiros e disse que BDMG também poderá auxiliar. “E estamos aguardando o programa de manutenção de empregos por parte do governo federal”, completou.

Além disso, Zema afirmou que pediu para a Cemig e para a Copasa a criação de um procedimento especial por quem for prejudicado no momento, com foco nas pessoas “que estarão com dificuldade de arcar com seus compromissos”.

Fonte: O TEMPO