Anúncio
Foto: Regionalzão

Apesar do Governo de Minas ter anunciado ontem, 31, o avanço da região Triângulo do Norte para a onda vermelha do Minas Consciente a partir da próxima segunda-feira, 5, a situação nos hospitais de cidades como Ituiutaba e Uberlândia segue extremamente preocupante.

Ontem, 31, o prefeito Odelmo Leão enviou ofício ao governador Romeu Zema e relatou que possuía fila com 86 pacientes graves na espera por leitos de UTI, quando solicitou que o estado providenciasse a transferência deles.

Anúncio

Já nesta quinta-feira, 1º, o Hospital São José – HSJ publicou nota onde relata escassez de medicamentos do chamado Kit Intubação, para pacientes graves da Covid-19.

O texto afirma que o nível está abaixo do considerado seguro, bem como que o hospital não ontem sucesso na aquisição dos medicamentos através dos fornecedores em âmbito nacional.

O HSJ reiterou que seus pacientes, acometidos com Covid-19, estão em risco, bem como outras pessoas hospitalizadas que necessitam de sedativos.

A direção do hospital ressaltou que trata da situação com o município, estado e com o Ministério Público de Minas Gerais – MPMG, em busca de soluções para o colapso.

Vale ressaltar que o HSJ recebe pacientes de Ituiutaba e de outras oito cidades da Microrregião de Saúde. Ontem, 31, a Prefeitura de Ituiutaba publicou decreto que manteve as medidas da onda roxa até na próxima segunda-feira, 5, de abril.

Na contramão do atual cenário, algumas cidades da região têm tomado medidas, através de seus gestores, com a flexibilização de decretos e a liberação, por exemplo, da venda de bebidas, mesmo em um momento de véspera de feriado, o que pode aumentar os níveis de aglomerações nas residências.

Anúncio