Uberlândia fica com a 13ª posição do ranking nacional de geração de emprego no 1° trimestre

Cidade acumula de janeiro a março saldo positivo de quase 6 mil postos de trabalho, de acordo com o Caged do Ministério da Economia; nos últimos 12 meses, posição municipal é a oitava melhor do país

0
Anúncio

De acordo com o balanço do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), apresentado nesta quarta-feira, 28 de abril de 2021, pelo Ministério da Economia, Uberlândia acumula um saldo positivo de 5.988 empregos gerados de janeiro a março deste ano. O desempenho para o período é o segundo melhor de Minas Gerais, o quarto do interior do país e o 13º do Brasil, com o município à frente de 19 capitais, como Vitória (ES), João Pessoa (PB) e Florianópolis (SC), dentre outras.

No acumulado dos últimos 12 meses, de abril de 2020 a março de 2021, Uberlândia ocupa a primeira posição no estado, a 3ª do interior do país e da região Sudeste e a oitava do Brasil, deixando para trás, com seu saldo de 8.976 postos de trabalho, 22 capitais, entre as quais está Brasília (DF).

Considerando apenas o mês de março, Uberlândia teve 9.681 admissões e 9.095 desligamentos. O saldo de 586 empregos foi puxado pelo setor industrial (+264), seguido por “Serviços” (+248), “Agropecuária” (+156) e “Construção” (+105).

Confira dados na fonte: http://pdet.mte.gov.br/novo-caged?view=default