Sábado, 04 de Dezembro de 2021
28°

Muitas nuvens

Uberlândia - MG

Saúde e Bem-estar Comandante

Comandante da Polícia Militar faz balanço das ações e detalha estratégias

Comandante da Polícia Militar faz balanço das ações e detalha estratégias

26/10/2015 às 15h18
Por: Adelino Júnior
Compartilhe:

Comandante da PMMG fala sobre a implantação do CROP e das câmeras do Olho Vivo em Ituiutaba

Polícia mais próxima da comunidade, com boas condições de trabalho e uso da tecnologia como aliada na prevenção e combate ao crime. Essas são as principais propostas de ação da Polícia Militar de Minas Gerais (PMMG) para os próximos anos. A atual gestão trouxe um modelo de segurança pública que usa a comunicação como uma das peças fundamentais para a promoção da paz. A Agência Minas Gerais conversou com o Chefe do Estado-Maior, Coronel Marco Antônio Bicalho, que deu detalhes dessas estratégias. Agência Minas Gerais: "Como o senhor  pretende aliar a sua experiência militar às propostas de ações na Polícia Militar nos próximos anos?"   Marco Antônio Bicalho: "O crescimento profissional em minha carreira policial militar se deu juntamente com o crescimento pessoal. Com minha experiência de 29 anos de serviços prestados na PMMG tanto na capital, quanto no interior e diante das várias realidades por mim enfrentadas, sou conduzido a um pensamento mais maduro e eficiente sobre as estratégias da instituição." Agência Minas Gerais: "Quais são as propostas de ações para os próximos anos?" Marco Antônio Bicalho: "Para os próximos anos vislumbramos uma polícia mais valorizada, com maior proximidade com a comunidade, que estimule a participação social e que otimize os seus serviços através da tecnologia. E essa visão já está sendo colocada em prática por meio de ações como concursos de recrutamento e seleção, reformas das estruturas físicas, adoção de modelos de gestão com a participação comunitária fomentada através da comunicação, especialmente das mídias sociais existentes." Agência Minas Gerais: "Quais as conquistas e desafios destes primeiros oito meses de gestão dentro da PMMG?"comandante Marco Antônio Bicalho: "O atual Governo tem feito o que precisa ser feito. Iniciou com a elaboração das Diretrizes Gerais de Comando o Programa de Ações para a formulação do Plano Estratégico 2016/2019. Aguardamos recursos para retomada de obras no 33ºBPM, em Betim; 35ºBPM, em Santa Luzia; 59ª Cia do 8º BPM, na cidade de Oliveira; e a parte elétrica da Academia de Polícia Militar. Ampliamos e atualizamos na tecnologia digital um total de 220 câmeras do Olho Vivo nas cidades de Uberlândia, Uberaba, Ituiutaba e Contagem. O programa agora está presente em 25 municípios de Minas Gerais. O Centro de Registro de Ocorrência Policial (CROP) criado na cidade de Juiz de Fora com a finalidade de facilitar o acesso da comunidade aos serviços da PM, está sendo ampliado. Esse é um exemplo de que, para o atual comando da PM a iniciativa que dê certo deve ser multiplicada e potencializada. O CROP já possui duas unidades em BH, uma Ituiutaba e projetos de implementação em outras cidades. Ações de Polícia Comunitária, a exemplo de reuniões periódicas com moradores das áreas mais críticas e a visita tranquilizadora a familiares ou vítimas de crimes violentos são estimuladas e apoiadas pelo Comando da PMMG, bem com registradas em nosso sistema, permitindo uma melhor coordenação e controle. Foi autorizada pelo Governo a compra de 22 viaturas para o serviço operacional, em substituição às com mais de seis anos de vida útil (média de idade da frota da PMMG). Outra ação voltada para esse recurso foi a disponibilização de verba para locação de 2.000 viaturas, que atualmente se encontra em fase de licitação e com implementação prevista para o ano de 2016." Agência Minas Gerais: "A tecnologia tem sido importante aliada da PM no combate à criminalidade. Quais os projetos para incrementar esta área?" Marco Antônio Bicalho: "Entendemos a importância de se utilizar os recursos e equipamentos tecnológicos em nossa corporação. Apresentamos as seguintes inovações: Drone/Vant – Com a capacidade de subsidiar a PMMG com imagens em grandes eventos e em locais com acesso dificultado, este equipamento foi adquirido para atuação na cidade de Lavras e também pela Diretoria do Meio Ambiente e Trânsito. Facebook e Twitter – Além da capacidade de divulgar as ações da Polícia Militar, as mídias sociais são utilizadas como mais um canal de comunicação com o cidadão de bem que, por meio delas podem informar conflitos e atitudes suspeitas, além de sugerir pontos de policiamento. Essas inovações na tecnologia de comunicação com o cidadão através da internet agilizam o atendimento e aproximam a corporação do cidadão, aplicando com mais efetividade a filosofia de polícia comunitária." Câmeras de monitoramento:"As câmeras de vídeo monitoramento, também conhecidas como câmeras do “Olho Vivo”, foram adotadas em várias cidades do estado após a comprovação estatística da redução da criminalidade na média de 30%. O Centro Integrado de Comando e Controle (CICC), em Belo Horizonte, desenvolvido na capital,serve de modelo para as demais regiões. WhatsApp – Esta mídia, ainda não normatizada pela corporação, tem sido utilizada pontualmente por grupos específicos como os integrantes de Rede de Vizinhos Protegidos e Rede de Comerciantes Protegidos, visando agilidade na comunicação entre os participantes.  O comando tem se empenhado em orientar os comandantes de batalhões sobre o tema." Agência Minas Gerais: "Que mensagem o senhor deixa para a PM e cidadãos de todo estado?" Marco Antônio Bicalho: "A Polícia Militar está presente em todas as cidades de Minas Gerais. Batalhamos para que o crime não aconteça e, quando isso não é possível, queremos dar a pronta resposta ao cidadão. Só se faz prevenção e coerção com informação. Por isso nossa gestão democrática quer multiplicar as ideias de sucesso em cada canto do estado. Estamos ouvindo ainda mais os policiais e a sociedade. Acreditamos que a segurança é esse conjunto: policial valorizado, comunidade ativa e comando democrático. A preocupação do mineiro é a nossa, somos todos Minas Gerais."
Agência Minas Gerais
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.