Sábado, 25 de Junho de 2022
19°

Alguma nebulosidade

Uberlândia - MG

Saúde e Bem-estar Ituiutabano

Ituiutabano tem que viajar pelo país para provar que é inocente em processo de estelionato

Ituiutabano tem que viajar pelo país para provar que é inocente em processo de estelionato

19/02/2016 às 09h38
Por: Adelino Júnior
Compartilhe:

Um empresário de Ituiutaba tem que viajar por todo o Brasil para provar que é inocente. Isso acontece porque criminosos utilizam dados do comércio Brazito, situado no Bairro Santo Antônio, para aplicar golpes em pessoas interessadas em empréstimos financeiros.

Famílias de todo país são atraídas por anúncios comerciais de empréstimos financeiros. O acordo prevê que o solicitante pague 10% do valor requerido para liberação das verbas. Entretanto, o empréstimo não chega e, ao procurarem por explicações, os solicitantes são encaminhados para a empresa mantida em Ituiutaba pelo comerciante José da Silva, conhecido como Seu Zito.

A situação incomoda o comerciante, que coleciona ações de indenização por danos morais que chegam a R$ 300 mil. O prejuízo na conta de Seu Zito ultrapassa R$ 200 mil. Os processos foram movidos por famílias em Bagé (RS); Teresina (PI); Olinda (PE); Rio de Janeiro, Araruma e São João do Mereti (RJ). A Polícia Civil de Ituiutaba instaurou inquérito para apurar o caso e, mesmo antes da conclusão, garante a inocência do comerciante.

Desde agosto de 2015 o trabalho se tornou uma peregrinação por órgãos oficiais que permitem a Seu Zito se resguardar através de documentação. “Não só ter que explicar, mas mandar toda documentação, porque muitos pedem Boletim de Ocorrência novamente e a gente faz toda documentação para que estas pessoas possam realmente acreditar que a Brazito existe de verdade, mas uma Brazito que não tem nada a ver com o que está acontecendo. É um sofrimento, uma angústia, você não sabe o que vai acontecer. Não tenho coragem de investir na empresa, não posso vender a empresa, não posso fazer nada”, disse.

Análise de inquérito A delegada da cidade acredita que mesmo com o término das investigações, o comerciante ainda enfrentará problemas até que as vítimas desassociem o empreendimento de Seu Zito do estelionato.

Ele não obteve nenhuma vantagem ilícita nessa prática do estelionato. Ele é mais uma vítima, ele realmente não tinha conhecimento. Acredito que a polícia conseguirá esse êxito, mas mesmo que consiga, ele ainda vai continuar sendo demandado porque algumas vítimas não desvinculam o nome e a firma dele do golpe.”, afirmou.

Alternativas e mais despesas Atualmente, ele investe em anúncios em jornais de grande circulação nacional e criou um site da empresa explicando também ser vítima de golpe. As despesas não param por aí: só na defesa de 11 ações, ele afirma ter gasto cerca de R$ 15 mil só com advogados nas cidades onde residem às vítimas.

Veja a imagem do anúncio no site da empresa:

Capturar

Com informações de G1

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.