Sábado, 18 de Setembro de 2021
25°

Alguma nebulosidade

Uberlândia - MG

Mineira

Mineira morre na Argentina e família tem dificuldade para liberação do corpo

Mineira morre na Argentina e família tem dificuldade para liberação do corpo

06/12/2016 às 19h50
Por: Adelino Júnior
Compartilhe:
[caption id="attachment_105298" align="aligncenter" width="750"]formatfactory20161206141703949449i Sonho de Laís era ser médica, segundo a família (foto: Arquivo Pessoal / Divulgação )[/caption]

Laís Moreira Martins, de 25 anos, cursava medicina em Buenos Aires e se sentiu mal no último fim de semana. Família diz que liberação do corpo pode durar 70 dias.

O sonho de uma jovem mineira foi interrompido no último domingo em Buenos Aires, na Argentina. A estudante Laís Moreira Martins, de 25 anos, que cursava medicina no país vizinho, morreu depois de passar mal no apartamento em que morava. Ela chegou a ser levada a um hospital, mas não resistiu. Agora, a família tenta a liberação do corpo para se despedir. Porém, segundo os parentes, autoridades argentinas pediram 70 dias.

A estudante estava há dois anos em Buenos Aires onde cursava medicina. Segundo a família, um sonho da jovem. No último fim de semana, começou a se sentir mal. “Na noite de sábado, começou a ter febre de 40 graus e dores no corpo. A febre continuou alta até a manhã seguinte. Laís acordou com muita sudorese, apresentou vômitos e falta de ar”, explicou a fisioterapeuta Camila Campanha Moreira, de 36, tia da garota.

Por causa do estado de saúde, uma amiga que mora no mesmo apartamento a levou para o hospital. “Elas chegaram por volta das 13h. Os médicos fizeram de tudo para não entubá-la. Porém, ela acabou tendo duas paradas cardíacas. Por isso, tiveram que entubar. A morte foi constatada por volta das 16h30. Então, foi tudo muito rápido”, disse Camila Moreira.

De acordo com a tia de Laís, a jovem não apresentava nenhum problema de saúde. As causas da morte ainda estão sendo investigadas. “O corpo está em um local como se fosse um IML (Instituto Médico Legal) para fazer a investigação, pois saiu do hospital como causa da morte indefinida. Hoje (terça-feira), disseram que ela teve um edema cerebral e que a causa da morte seria infecção generalizada. Mas não sabem onde que começou”, comenta Camila. Agora, a família luta para trazer o corpo de Laís. A mãe da jovem foi para a Argentina ainda no domingo, mas está tendo dificuldades. Segundo Camila, as autoridades do país vizinho pediram 70 dias para a liberação. “Para se ter ideia, minha irmã, que é a mãe dela, ainda não conseguiu ver o corpo. É um absurdo o prazo que estão pedindo”, disse. Os familiares também tentam mobilizar por meio das redes sociais o maior número de pessoas para ajudar nos custos do traslado do corpo. O valor estimado para o processo é de aproximadamente R$ 30 mil, segundo a família. As pessoa que quiser fazer doações, podem enviar para a conta do Banco do Brasil, agência 5818-1, conta corrente 26263-3. Ela é da mãe de Laís, Andreia Campanha Moreira.

Via: EM

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Uberlândia - MG Atualizado às 10h05 - Fonte: ClimaTempo
25°
Alguma nebulosidade

Mín. 23° Máx. 36°

Dom 36°C 23°C
Seg 37°C 22°C
Ter 39°C 23°C
Qua 39°C 22°C
Qui 37°C 26°C
Horóscopo
Áries
Touro
Gêmeos
Câncer
Leão
Virgem
Libra
Escorpião
Sagitário
Capricórnio
Aquário
Peixes
Enquete