Domingo, 23 de Janeiro de 2022
25°

Alguma nebulosidade

Uberlândia - MG

Destaque F1

F1 Fecha mais um patrocínio para próxima temporada

F1 Fecha mais um patrocínio para próxima temporada

05/12/2012 às 13h54
Por: Adelino Júnior
Compartilhe:
A F1 oficializou, nesta quarta-feira, um acordo de patrocínio de longa duração com a marca de relógios de luxo Rolex, que passará a ser válido a partir da próxima temporada. A parceria inclui a participação da marca na cronometragem oficial da F1, sendo que sua aparição nos circuitos, através de placas publicitárias, deverá aumentar gradativamente com o passar dos anos. De acordo com Bernie Ecclestone, diretor da Formula One Administration (FOA), da Formula One Management (FOM) e representante legal dos detentores dos direitos comerciais da categoria, esta é uma parceria ideal para a F1. “O prestígio da marca, a excelência de seus relógios, assim como a paixão e o comprometimento com o automobilismo, dão credibilidade à parceria. Isso é algo que muitas pessoas interessadas na F1 estavam esperando”, comentou o dirigente. Gian Riccardo Marini, diretor executivo da Rolex, também celebrou a parceria. “Este é um passo empolgante para a Rolex, já que a ligação entre a F1 e nossa marca parece natural e, como todas as ótimas parcerias, precisam de poucas explicações”, disse. Até o último ano, a categoria tinha um discreto acordo com a marca suíça Hublot, que estampava suas logos em pontos específicos dos boxes dos circuitos. Antes disso, até 2003, a também suíça Tag Heuer patrocinava e cronometrava as atividades oficiais da F1. A Rolex, por sua vez, tem um duradouro relacionamento com o automobilismo. Atualmente, a marca é uma das principais patrocinadoras das tradicionais 24 Horas de Le Mans, além de ser a maior parceira (title sponsor) da Grand-Am, categoria de provas de longa duração na América do Norte.
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.