Domingo, 22 de Maio de 2022
11°

Alguma nebulosidade

Uberlândia - MG

Saúde e Bem-estar Falta

Falta de segurança assusta universitários

Falta de segurança assusta universitários

19/09/2017 às 11h50
Por: Adelino Júnior
Compartilhe:
[caption id="attachment_120700" align="alignleft" width="567"] Imagem ilustrativa[/caption] A crescente onda de assaltos que vem acontecendo nos bairros próximos às universidades está assustando os estudantes. Conforme relatos, bandidos estão fazendo quase que uma vítima por dia nas regiões próximas às universidades. O primeiro assalto aconteceu no sábado (16), quando uma jovem estava voltando do culto para sua casa, no bairro universitário, e foi abordada por um homem de bicicleta que exigiu o celular e fugiu. O caso foi registrado por volta das 19h. O segundo, foi no domingo (17), à noite, quando uma jovem, também universitária, pediu que outros dois amigos a acompanhassem até sua casa pois ela se sentia insegura. "Mas de nada adiantou. Ao acompanharem ela até sua residência, próxima à UEMG, foram abordados por dois homens em uma motocicleta. Eles levaram celular e a carteira com dinheiro", conta Yan Nohi, estudante da UEMG, que é amigo de uma das vítimas que estava no momento do assalto. De acordo com Yan, os assaltantes ainda foram "revistar" as vítimas e, ao ver a colega sendo "apalpada" pelos bandidos, o amigo pediu ao assaltante que não a constrangesse, e acabou sendo alvejado com um soco. "A PM identificou esses autores, mas não pode prender porque não acharam nenhum dos itens roubados com eles e não tínha como provar", lamentou. O terceiro caso aconteceu na manhã de ontem (18), quando outra jovem estava voltando da faculdade e foi abordada por um homem de bicicleta que exigiu o celular. "A sensação de insegurança é gigante. Toda sala de aula tem jovem que já foi vítima do crime aqui em Ituiutaba, E o pior é que a maioria são estudantes de outras cidades. Muitos, inclusive, estão pensando em voltar pra suas cidades, o que é ruim pra Ituiutaba", lamenta. Ele conta ainda que, recentemente, foi feita uma audiência pública sobre Segurança em que participou. Mas, de acordo com ele, nada de efetivo é feito. "A Polícia lamenta o número reduzido de policiais, o Governo fala que está fazendo o possível. Mas fica por isso mesmo. Continuamos andando na rua com medo", diz. "É preciso ter mais ronda policial pelo menos nos horários de início e término das aulas", sugere.

Polícia diz que números diminuíram

Em resposta a essa demanda, a assessoria de comunicação do 54 Batalhão da Polícia Militar, em Ituiutaba, disse que a PM está trabalhando com rondas policiais feitas com a Base Móvel, motocicletas e viaturas, nas proximidades das escolas e universidades. Ainda segundo a PM, os números de ocorrências nessas regiões têm diminuído consideravelmente.
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.