Sexta, 27 de Maio de 2022
18°

Alguma nebulosidade

Uberlândia - MG

Saúde e Bem-estar Prefeitura

Prefeitura de Ituiutaba fixa placas na tentativa de coibir atos ilícitos

Prefeitura de Ituiutaba fixa placas na tentativa de coibir atos ilícitos

20/09/2013 às 16h52
Por: Adelino Júnior
Compartilhe:

3

Descarte de lixo em locais inadequados e queimadas pela cidade continuam gerando transtornos, tanto ao poder público quanto à população. 

Muitos moradores de Ituiutaba que residem nas margens de córregos, ou próximo a terrenos baldios, não só nos locais mais afastados, mas por toda cidade, sofrem com o problema.  Sem a colaboração da população é impossível manter a cidade limpa.

Queimadas20set13

Na tarde de ontem, enquanto uma equipe da Prefeitura, subordinada à Secretaria de Obras, realizava a limpeza de um terreno na Rua Paula Freire, duas pessoas foram flagradas queimando e jogando lixo no local, mostrando o total desrespeito e falta de consciência.

“Não podemos somente limpar ou coibir a ação de quem pratica este tipo de infração. É necessário que estes indivíduos reflitam sobre o mal que estão fazendo, e que só por que eles não moram nas proximidades não significa que as pessoas que moram naqueles locais, precisam conviver com o mal cheiro e as outras consequências que o lixo traz”, ressaltou Luiz Manoel.  

Não é difícil flagrar ações de pessoas efetuando esse descarte em plena luz do dia, mesmo sendo oferecido à população a coleta de resíduos sólidos e coleta seletiva. Além do problema do lixo, as queimadas, principalmente nesta época, também geram muitos transtornos à população, do mesmo modo que o descarte de lixo é prejudicial, as queimadas também são consideradas crimes ambientais e levam, principalmente as crianças e aos idosos, sérios problemas respiratórios. Às margens de córregos, os terrenos baldios e até mesmo em residências no fundo dos quintais não é difícil encontrar alguém praticando este tipo de ato na cidade.

Quem presenciar atos irregulares, tais como queimadas e descarte de lixo, pode denunciar estas ações à Polícia Ambiental, pelo telefone (34) 3278-3362 ou pelo 190.

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.