Domingo, 22 de Maio de 2022
15°

Alguma nebulosidade

Uberlândia - MG

Saúde e Bem-estar Novo

Novo leilão de massa falida da Laginha Agroindustrial é confirmado

Novo leilão de massa falida da Laginha Agroindustrial é confirmado

21/09/2018 às 08h51
Por: Adelino Júnior
Compartilhe:
O administrador judicial da massa falida da Laginha Agroindustrial, José Luiz Lindoso, confirmou a autorização da justiça para o leilão da Usina Guaxuma. O valor arrecadado com o leilão será usado para pagamento de credores na ordem estabelecida na Lei 11.101/2005. A 1ª praça do leilão da Usina Guaxuma, avaliada em R$ 819 milhões, será no dia 16 de outubro. Caso a usina não seja arrematada até esta data, irá para a 2ª praça com encerramento no dia 30 de outubro, com lance inicial a partir de 50% do valor de avaliação. A falência do grupo sucroalcooleiro foi decretada em 2014 e, desde então, aproximadamente 18 mil pessoas que trabalhavam na Laginha aguardam o recebimento de salários e demais direitos trabalhistas. De acordo com o administrador judicial da massa falida, José Luiz Lindoso, a primeira parte dos pagamentos já está em andamento. "Com a cooperação estabelecida entre o Juízo Falimentar e o Tribunal Regional do Trabalho da 19ª Região (Alagoas) e, posteriormente, com as Varas do Trabalho de Ituiutaba/MG, estão sendo realizados pagamentos de até cinco salários mínimos a todos os credores trabalhistas com processo judicial", comenta. "No momento, estão sendo coletadas contas correntes dos credores sem processos trabalhistas para pagamento direto em conta. Ao final do procedimento, do total da ordem de quase 18.000 credores trabalhistas, terão sido quitados mais de 8.000", completa. José Luiz Lindoso ainda salienta que os pagamentos referentes à venda das Usinas de Minas Gerais em 2017 estão ocorrendo normalmente e ambas as usinas estão mantendo as atividades e seus postos de trabalho, gerando impacto social positivo no desenvolvimento da região. Fonte: Gazeta Web/Globo
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.