Quarta, 08 de Dezembro de 2021
18°

Alguma nebulosidade

Uberlândia - MG

Saúde e Bem-estar PMs

PMs salvam vida de recém-nascida com apenas quatro dias de vida e quadro de engasgo; caso ocorreu em São Gonçalo do Abaeté

PMs salvam vida de recém-nascida com apenas quatro dias de vida e quadro de engasgo; caso ocorreu em São Gonçalo do Abaeté

30/09/2019 às 13h47
Por: Adelino Júnior
Compartilhe:

No último sábado, 30, uma equipe da Polícia Militar de Minas Gerais foi acionada, por volta de 22 horas, por Antônio da Conceição Silva e por Magna Barbosa de Brito, pais da recém-nascida Ana Laura Barbosa Silva, de apenas 4 dias de vida, no Bairro Beira Rio, local mais afastado da cidade de São Gonçalo do Abaeté.

Os pais avistaram a viatura PM em patrulhamento, pediram aos policiais para estacionar e, em desespero, solicitaram socorro para sua filha que estava engasgada e não conseguia respirar.

Imediatamente, o soldado Otávio Nogueira pegou a recém-nascida no colo, já com os sinais vitais fracos, apresentando-se arroxeada e com baixa respiração e iniciou os primeiros socorros através da Manobra de Heimilich. Após certo tempo, a secreção começou a sair pelo nariz e boca da recém-nascida e ela começou a recuperar os sinais vitais e voltar os sentidos.

Enquanto o militar fazia os primeiros socorros, o pai da recém-nascida foi orientado a ir até a base da via 040, que estava próxima do local, para solicitar uma ambulância de emergência, caso acontecesse algo mais grave com a recém-nascida. Quando a ambulância de emergência chegou, as enfermeiras constataram que a pequena Ana Laura estava bem graças a ação rápida e presteza da guarnição PM.

Após a avaliação da equipe de salvamento da via 040, a PM orientou os pais a irem até o Hospital Municipal São Francisco, na cidade de Três Marias/MG para que a pequena Ana Laura passasse por atendimento médico, sendo atendida pelo médico de plantão, que constatou que a pequena Ana Laura estava bem e não havia necessidade de ficar em observação hospitalar.

Na dia 29 de setembro, a guarnição retornou até a residência da pequena Ana Laura, encontrando os pais muito aliviados e agradecidos com a ação da Polícia Militar, pois eles poderiam ter perdido sua filha.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.