Terça, 28 de Junho de 2022
14°

Alguma nebulosidade

Uberlândia - MG

Saúde e Bem-estar No

No Dia Internacional das Pessoas com Deficiência, Minas inaugura Central de Interpretação de Libras

No Dia Internacional das Pessoas com Deficiência, Minas inaugura Central de Interpretação de Libras

03/12/2013 às 16h01
Por: Adelino Júnior
Compartilhe:
No Dia Internacional das Pessoas com Deficiência, comemorado nesta terça-feira (3/12), Minas Gerais ganhou a sua primeira Central de Interpretação de Libras (CIL), que vai oferecer atendimento de qualidade a pessoas surdas em Belo Horizonte, por meio de serviços de tradução e interpretação da língua de sinais. Inaugurada pela Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social (Sedese), a CIL funcionará no 5º andar da Casa de Direitos Humanos (CDH), na avenida Amazonas, 558, no centro de Belo Horizonte.  A próxima unidade abrirá as portas no dia 12 deste mês, na cidade de Uberlândia, no Triângulo Mineiro. A CIL é uma parceria dos governos estadual e federal, por meio da Sedese, e será coordenada no Estado pela Coordenadoria Especial de Apoio e Assistência à Pessoa com Deficiência (Caade), órgão ligado à Sedese. A Central conta com dois intérpretes de Linguagem Brasileira de Sinais (Libras) que vão facilitar e viabilizar o acesso de pessoas surdas a serviços em hospitais, tribunais, delegacias e outros locais de atendimento público, possibilitando o esclarecimento e a defesa dos seus direitos e contribuindo para a inclusão social e o desenvolvimento de sua cidadania.  O serviço é prestado de forma presencial, após prévio agendamento, ou virtual, sendo as demandas recebidas por e-mail, Facebook ou Skype, com a utilização da Libras via webcams. A CIL conta também com uma sala especial de acolhimento, também pré-agendada, para atender as pessoas surdas quando necessitarem da intermediação para assuntos particulares. Na solenidade de inauguração do novo espaço na CDH, quando foi apresentado o Hino Nacional em Libras, o secretário-adjunto de Desenvolvimento Social, Juliano Fisicaro, informou que os critérios para implantação das Centrais levam em conta os dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), que apontam as cidades no Estado onde há mais pessoas surdas. Segundo ele, Minas será contemplada com mais uma CIL, que já está sendo negociada com o município de Juiz de Fora, mas que só deve abrir as portas no próximo ano. “Nossa intenção é levar esse serviço a grandes centros, pois nos gratifica muito quando implantamos uma política pública que a gente atende diretamente ao cidadão, porque atende de fato à população na ponta. E a Central vem contemplar isso”, destacou. Fisicaro lembrou que nessa parceria, o governo federal doa os equipamentos, como um veículo, para fazer o atendimento “in loco”, por meio da agenda, e os computadores. Já o Estado se responsabilizou pela disponibilização do espaço e a contratação dos dois intérpretes de Libras.  “A demanda pelos serviços tende a crescer, mas, por meio do contrato, podemos ampliar esse trabalho”, explicou, lembrando que a CIL veio para atender uma exigência da Lei 10.379/91, que determina a acessibilidade dos surdos às repartições públicas voltadas para o atendimento externo. “É um momento importante, em um dia muito especial para a pessoa com deficiência. Nós, da Sedese, estamos abertos a críticas e sugestões, para ampliar e melhorar esse serviço à população”, enfatizou. “Esse serviço que está sendo instalado aqui em BH é mais uma forma de romper barreiras, para que o cidadão consiga atingir a igualdade de condições no que diz respeito a serviços e garantia de direitos”, disse Kátia Ferraz, presidente do Conselho Estadual de Defesa dos Direitos da Pessoa com Deficiência (Conped). O horário de atendimento da CIL em BH será de segunda a sexta-feira, das 8h às 18h. O pré-agendamento pode ser feito pelos telefones 3270-3625/3626/3627. Os endereços virtuais são [email protected] (e-mail), [email protected] (Skype) ou Central de Interpretação de Libras CIL-MG (Facebook). Agência Minas
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.