Sexta, 27 de Maio de 2022
18°

Alguma nebulosidade

Uberlândia - MG

Saúde e Bem-estar Governador

Governador mineiro é vaiado em recepção ao Cruzeiro por citar rival Atlético

Governador mineiro é vaiado em recepção ao Cruzeiro por citar rival Atlético

04/12/2013 às 17h33
Por: Adelino Júnior
Compartilhe:
Na tarde desta quarta-feira, os jogadores, integrantes da comissão técnica e da diretoria do Cruzeiro foram recebidos com festa por funcionários públicos torcedores na Cidade Administrativa, sede do Governo mineiro. O evento serviu para o governador Antônio Anastasia, parabenizar oficialmente os cruzeirenses pela conquista do tricampeonato brasileiro. Durante a cerimônia tanto o governador, que é atleticano e não escapou de vaias ao fazer menção ao rival celeste, quanto o presidente Gilvan Tavares exaltaram a importância do retorno do Mineirão para o feito celeste. Os atletas chegaram um pouco depois do horário previsto e passaram por um corredor com centenas de fãs aos gritos de tricampeão . O encontro com o governador aconteceu no Palácio Tiradentes. O presidente do clube, Gilvan Tavares, foi o primeiro a falar e adotou um discurso político em tom de agradecimento e afirmou que Belo Horizonte possui os dois maiores times do Brasil. "Foi fundamental, em Minas Gerais, em 2013, depois que vossa excelência entregou aos clubes o estádio independência e o Mineirão, eles são hoje sem dúvida nenhuma os dois maiores clubes do Brasil. E a vitória do Cruzeiro Esporte Clube se deve muito ao trabalho de vossa excelência", disse Gilvan. O governador entregou uma placa homenageando o título do Cruzeiro ao ídolo da torcida e capitão Fábio. Ele também exaltou o sucesso do esporte Mineiro em 2013. "Quero dizer de fato que esse ano foi especial para o esporte mineiro. Recebi há pouco, um mês ou dois, o presidente Gilvan e o time do Cruzeiro campeão do mundo de vôlei o Sada Cruzeiro. Recebemos o Atlético, campeão da Libertadores", disse o governador, torcedor atleticano,cuja fala foi seguida de longa vaia dos cruzeirenses. Antonio Anastasia completou o discurso também ressaltando o sucesso que os clube mineiros obtiveram jogando em suas respectivas casas, já que o Atlético perdeu apenas um jogo até hoje atuando no Independência e o Cruzeiro foi derrotado em apenas duas oportunidades quando jogou no novo Mineirão.   "Portanto é um ano do esporte mineiro. Fico satisfeito porque exatamente as obras do estádio que fizemos, quer do Mineirão, quer do independência, que permitiram aos clubes, porque nós lamentamos que quando o estádio estavam fechados e os clubes tinham que jogar em Sete Lagoas a situação não permitiu que os clubes avançassem", comentou. "Felizmente, foi um período de transição para que o esporte mineiro ficasse mais robusto, mais forte e afirmativo. Fico muito feliz de ser hoje, nessa coincidência, o governador de Minas Gerais, que teve um ano tão jubiloso, tão positivo para o esporte em nosso estado", acrescentou. O governador ainda parabenizou a todos os cruzeirenses, os jogadores e a comissão técnica, pela conquista antecipada, mas não escapou das vaias quando lembrou ser atleticano. Porém, mostrou jogo de cintura para contornar a situação. "Como todos sabem, sem exceção, não sou torcedor do Cruzeiro, mas em compensação, o clube foi fundado por meu avo, como é sabido. E eu sou talvez o único que não seja cruzeirense que tenho a honra de ter na minha casa o Raposão de ouro que foi me dado pelo Cruzeiro Esporte Clube", declarou. Após a solenidade em cima de um palco, os jogadores se dirigiram à sacada do Palácio Tiradentes para mostrar a taça aos torcedores. O capitão Fábio mais uma vez levantou o troféu e levou os aficionados ao delírio. Os atletas e os membros da comissão técnica demonstraram muita satisfação com a recepção calorosa dos cruzeirenses, que não se intimidaram nem mesmo por causa do calor. O técnico Marcelo Oliveira, que chegou ao Cruzeiro sob desconfiança e hoje se tornou um dos mais queridos pelos torcedores, comentou sobre o envolvimento dos torcedores. "É gratificante, chegamos aqui com a torcida gritando, reconhecendo, reconhecimento profissional é gratificante, até emociona. Mas a partir desse último jogo passamos a historia do cruzeiro e temos que preparar para fazer uma nova temporada", disse. Após a celebração oficial, os jogadores desceram pela rampa e encaminharam para o ônibus do Cruzeiro, sendo muito assediados pelos fãs. A equipe ainda tem treino nesta quarta-feira, às 16h30, na Toca da Raposa II. Será o início da preparação para enfrentar o Flamengo no próximo sábado, às 19h, no Maracanã. Com informações de Uol Esportes
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.