Quinta, 09 de Dezembro de 2021
16°

Alguma nebulosidade

Uberlândia - MG

Saúde e Bem-estar Experiências

Experiências mineiras na área de educação são compartilhadas com o Brasil em evento nacional

Experiências mineiras na área de educação são compartilhadas com o Brasil em evento nacional

10/12/2013 às 17h09
Por: Adelino Júnior
Compartilhe:
experiencias-mineiras-na-area-de-educacao-sao-compartilhadas-com-o-brasil-em-evento-nacional Representantes de escolas da rede estadual de ensino de Minas Gerais estiveram em São Paulo, nesta terça-feira (10), para apresentar projetos desenvolvidos junto aos alunos, durante o "III Encontro Nacional Educação Viária é Vital", da Fundación Mapfre. O evento, que reúne trabalhos de escolas de todo o país, realizados com estudantes do Programa de Educação em Tempo Integral (Proeti), conta, em 2013, com a participação de três escolas mineiras, de Belo Horizonte, Pratinha e Tupaciguara.   Maria Formiga de Queiroz, diretora da Escola Estadual Orôncio Murgel Dutra, na capital mineira, foi pela segunda vez ao encontro para falar sobre o projeto que desenvolve na instituição. “No ano passado, desenvolvemos um trabalho de educação para o trânsito dentro da escola, pelo qual ganhei o 1º lugar no encontro. Este ano, o trabalho foi no entorno e no bairro da escola”, disse. O projeto ‘Descobrindo um Mundo Novo’ envolveu os 150 alunos que fazem parte do Proeti na escola. O trabalho foi da escola – onde foram realizadas palestras e trabalhos em sala – ao bairro, com passeios de reconhecimento, pesquisas e passeata. A diretora viajou com a intenção de voltar com o 1º lugar mais uma vez. “Agora, são mais pessoas participando, não sei se dá pra voltar com o prêmio, mas estou mais preparada. O prêmio de 2012 influenciou o trabalho desse ano. Quando ganhamos, acabamos repensando sobre a importância do tema. Agora, além de eles terem aprendido, eles foram para a prática, foram para a rua, foi bem mais elaborado”, explicou.   A Escola Estadual Marlene Martins Reis, de Pratinha, no Triângulo Mineiro, participa pela primeira vez. Lá, assim como no projeto da escola de Belo Horizonte, os alunos aprendem sobre educação viária na própria escola. O projeto ‘Patrulha do Recreio’ tem como principal objetivo estabelecer e organizar espaços de circulação comum dentro da escola. “Queríamos adotar hábitos saudáveis, organizar regras e cuidar do patrimônio”, comentou Luscilene Maria José Alves, professora do Proeti, que atende, na instituição, 85 estudantes. Além deles, outros 190 alunos que estudam no turno da tarde da escola foram envolvidos. As ações desenvolvidas no recreio, que tinham a participação, além de Luscilene, de uma regente de turma e professores de Língua Portuguesa e Matemática, podem agora trazer um prêmio para a escola. Luscilene, que vai representar a escola no encontro, está ansiosa. “O projeto é muito importante, dá para trabalhar muita coisa dentro dele. Cidadania, espaço dentro da escola, essas atitudes, que melhoram o meio ambiente interno. Estou ansiosa para apresentá-lo e para conhecer outros projetos. E os alunos estão na expectativa, porque um professor vai apresentar um trabalho do qual eles fizeram parte”, afirmou. Em Tupaciguara, também no Triângulo Mineiro, a lista de ações que a Escola Estadual Clertan Moreira do Vale desenvolveu para levar a educação viária aos estudantes não é pequena. Foram 11 iniciativas que, juntas, formam o projeto Educação e Respeito – Uma Via de Mão Dupla. O projeto foi da sondagem dos conhecimentos prévios dos alunos até ações que visavam entender como o comportamento dos estudantes mudou ao longo dos meses. Nesse meio tempo, foram realizadas exposições, palestras, danças e várias outras atividades que giravam em torno do tema. Na escola, são 208 estudantes no Proeti. Com tantas ações, a vice-diretora Patrícia Andrade acredita que a escola vai ser premiada. “Eu acredito que vamos ganhar, pela organização, fizemos registros de tudo, o projeto foi trabalhado e envolveu todos os alunos”, ressalta. Educação Viária é Vital   As escolas ‘Orôncio Murgel Dutra’, ‘Marlene Martins Reis’ e ‘Clertan Moreira do Vale’ participaram do ‘Programa Educação Viária é Vital’, uma parceria daSecretaria de Estado de Educação (SEE) com a Fundación Mapfre, que é desenvolvido com os alunos do Programa de Educação em Tempo Integral (Proeti). O Programa chegou às escolas por meio de capacitações que foram oferecidas aos professores. A partir desse treinamento, os educadores criaram projetos em suas escolas. Essa não é a única parceria da Fundación Mapfre com a Secretaria. O Programa Na Pista Certa, por exemplo, proporciona vivências lúdicas e pedagógicas em um espaço cenográfico com estrutura modular e itinerante. Monitores treinados apresentam conteúdos de segurança viária e valores como o respeito ao próximo e ao meio ambiente. Educação em Tempo Integral O projeto Educação em Tempo Integral existe desde 2007 e busca elevar a qualidade do ensino, ampliar a área de conhecimento do aluno, além de promover o atendimento de estudantes com dificuldade de aprendizagem. Todo o trabalho de atendimento ao aluno é feito com base em atividades culturais e esportivas, com a extensão do tempo de permanência do estudante no ambiente escolar.
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.