Quarta, 08 de Dezembro de 2021
24°

Muitas nuvens

Uberlândia - MG

Esportes Esportes

Em fases distintas, América e ABC fazem clássico potiguar na Série D

Duelo reúne duas das equipes da divisão que mais disputaram a Série A

20/06/2021 às 08h30
Por: Redação Fonte: EBC
Compartilhe:

A Arena das Dunas, em Natal, recebe neste domingo (20) a 543ª edição do Clássico-Rei potiguar, entre América e ABC. A partida é válida pela terceira rodada do Grupo 3 da Série D do Campeonato Brasileiro. A bola rola a partir das 16h (horário de Brasília), com transmissão ao vivo da TV Brasil.

Segundo levantamento de Marcos Trindade, pesquisador da memória do futebol do Rio Grande do Norte, alvirrubros e alvinegros se enfrentam desde 1915, com 195 vitórias alvinegras, 177 alvirrubras e 170 empates. Em 2021, os rivais duelaram duas vezes (ambas pelo Campeonato Potiguar), com um triunfo para cada lado.

O duelo potiguar também opõe duas das equipes da Série D que mais vezes estiveram na elite do futebol brasileiro, superadas apenas pela Portuguesa-SP, que tem 35 aparições. O ABC disputou a primeira divisão 15 vezes, sendo a última em 1985. O América competiu na Série A em 14 oportunidades e é o clube norte-rio-grandense com passagem mais recente, em 2007.

Na Série D, o ABC vive melhor momento, com duas vitórias em dois jogos pelo Grupo 3. No domingo passado (13), o Alvinegro goleou o Sousa-PB por 4 a 0 no Frasqueirão, em Natal, com gols do meia Denner e dos atacantes Claudinho (dois) e Éderson. No mesmo dia, o América (que estreou ganhando do Central-PE por 1 a 0, em casa) sofreu 3 a 0 do Campinense-PB no Amigão, em Campina Grande (PB).

Além da quarta divisão, a equipe abecedista está envolvida nas oitavas de final da Copa do Brasil e na decisão do Campeonato Potiguar, diante do Globo. Na última quarta-feira (16), no Barrettão, em Ceará-Mirim (RN), os alvinegros foram derrotados por 2 a 1 e precisam ganhar por dois gols de diferença na partida de volta, na próxima quarta-feira (23), às 21h15, no Frasqueirão, para ficarem com o título no tempo normal.

“[Enfrentar o América entre os dois jogos da final] traz uma responsabilidade. Se fosse um outro confronto, talvez a gente teria um foco difuso, mas, como é um clássico, a gente esquece, entre aspas, a decisão do Estadual. Mas acredito que a gente consiga redirecionar a cabeça dos atletas logo após o jogo para o Globo, que se tornou uma missão grande. Esperamos que [o clássico] seja um jogo competitivo, bem jogado, mas que possamos construir o resultado que nos garanta a liderança [do grupo]", disse o técnico alvinegro, Moacir Júnior.

O atacante Rodrigo Fumaça, ex-Brasiliense-DF, reforço anunciado durante a semana, teve o nome publicado no Boletim Informativo Diário (BID) da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) e pode ser a novidade entre os relacionados do ABC para o clássico. Os desfalques confirmados são o goleiro Welligton, que testou positivo para o novo coronavírus (covid-19) antes do jogo com o Globo e segue isolado, e o atacante Soares, que passou por uma cirurgia no joelho.

O ABC deve ir a campo com Jerfersson; Netinho, Helitão, Alisson Cassiano e Bruno Souza; Vinícius Paulista, Valderrama, Marcos Antônio e Alan Pedro; Éderson e Claudinho.

No América, a única ausência certa é a do volante Felipe Guedes, que se recupera de uma pubalgia. Durante a semana, o técnico Daniel Neri ganhou três reforços para a sequência do campeonato. O meia Esquerdinha, que veio do 4 de Julho-PI, o atacante Weslley Smith, campeão maranhense pelo Sampaio Corrêa, e o zagueiro Jean Pierre, ex-Marília-SP, tiveram as inscrições regularizadas e já podem estrear.

“Encaro a oportunidade no América como um grande desafio. Conheço os jogadores que estão aqui, experientes, rodados no Brasil inteiro. Venho para ajudar. É minha primeira Série D, mas sei que é uma competição muito difícil, com várias equipes e muitos jogos. Vamos buscar nosso objetivo pensando em [subir] um degrau de cada vez”, comentou Jean Pierre em entrevista coletiva.

Insatisfeito com o rendimento do time em Campina Grande, o treinador deve promover mudanças na equipe titular para o clássico. Contudo, se mantiver a base das primeiras rodadas, a provável escalação terá Samuel Pires; Everton Silva, Boaventura, Élton e Peri; Wellington Cezar, Everton Heleno, Romarinho e Geovani; Max e Elvinho.

Obter o acesso é fundamental para o 2022 do América. No Rio Grande do Norte, somente campeão e vice do Estadual asseguram lugar na Série D do ano seguinte. Como terminou o Potiguar em terceiro, o Alvirrubro só garante presença em uma competição nacional na próxima temporada se subir para a Série C. Caso não consiga a promoção, teria que torcer pelo acesso do rival ABC, o que abriria uma vaga na quarta divisão ao Mecão.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.