Quinta, 28 de Outubro de 2021
28°

Nuvens esparsas

Uberlândia - MG

Saúde e Bem-estar Com

Com 77 mortes no ano passado, BR 365 se torna uma das mais violentas do Estado

Com 77 mortes no ano passado, BR 365 se torna uma das mais violentas do Estado

16/01/2014 às 16h28
Por: Adelino Júnior
Compartilhe:
acidenteserrinhawide(2)
A BR 365 teve o terceiro maior aumento no número de acidentes e mortes do Estado e se tornou uma das mais violentas de Minas Gerais em 2013. Os números foram apresentados em um balanço divulgado esta semana pela Polícia Rodoviária Federal. A rodovia que liga o Triângulo Mineiro ao Nordeste do país registrou 77 mortes por acidentes.
Aumento da frota e do tráfego de veículos, falta de efetivo para a fiscalização, estrutura precária da rodovia com pista simples e sem terceira faixa e a imprudência dos condutores que abusam da velocidade e das ultrapassagens proibidas e desrespeitam a sinalização são apontados pela Polícia Rodoviária Federal como as causas para o aumento no número de acidentes e mortes na BR 365. O balanço divulgado pela Polícia Rodoviária Federal mostra que o número de acidentes na rodovia saltou de 1.402 em 2012 para 1.441 no ano passado. O número de vítimas de ferimentos desses acidentes diminuiu de 970 em 2012 para 914 em 2013. Em compensação, o número de mortes passou de 74 em 2012 para 77 em 2013, aumentando em 11,3% os índices de violência na estrada. Se levar em conta apenas o trecho de 300 quilômetros que está sob responsabilidade da Delegacia da Polícia Rodoviária Federal de Patos de Minas, os números são ainda mais desfavoráveis. O número de acidentes saltou de 427 em 2012 para 474 em 2013, o que corresponde a um aumento de 11%. O número de mortes cresceu assustadoramente 22,5%, saltando de 31 óbitos em 2012 para 38 mortes em 2013. E a Polícia Rodoviária Federal não é muito otimista com relação a possibilidade de redução desses números. Isso por que o tráfego na BR 365 cresce a cada e tende a aumentar mais. A pista que era ruim está sendo restaurada e vai ficar novinha e a privatização da BR 040 e da BR 262 vai atrair os motoristas interessados em fugir do pedágio. No próximo mês a Polícia Rodoviária deverá passar a contar com um radar móvel para conter o excesso de velocidade dos motoristas. Campanhas educativas também estão sendo realizadas. Para o inspetor Harley Batista, no entanto, a redução do número de acidentes vai depender da conscientização dos motoristas. Autor: Maurício Rocha / Patos Hoje
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.