Segunda, 25 de Outubro de 2021
28°

Muitas nuvens

Uberlândia - MG

Ocorrências OPERAÇÃO BALADA

Candidato a prefeito e vereador de Ituiutaba teriam recebido dinheiro do tráfico nas Eleições 2020

Juninho da JR e Júnior Macedo foram citados na Operação Balada, da Polícia Federal; ambos teriam vínculos financeiro e de amizade com um dos presos e teriam recebido, no total, 360 mil reais para a disputa eleitoral

07/10/2021 às 13h17 Atualizada em 07/10/2021 às 20h16
Por: Redação Pontal
Compartilhe:

Pelo menos dois personagens da política tijucana foram citados no processo da Operação Balada, deflagrada pela Polícia Federal - PF na última terça-feira, 5, com a prisão de dezenas de pessoas em Ituiutaba, apontadas como parte de uma grande organização criminosa envolvida no tráfico de entorpecentes e de armas.

A operação é mantida sob segredo de justiça, mas o Regionalzão teve acesso a um dos trechos da investigação em que figura o ex-vereador e candidato a prefeito nas Eleições 2020, Juninho da JR e o vereador, Júnior Macedo. Ambos foram vinculados a um dos investigados após interceptações telemáticas e de movimentações financeiras.

Conforme a PF, Juninho da JR teria recebido R$ 250 mil para sua campanha ao cargo de prefeito, dinheiro com suposta origem no tráfico de drogas e de armas. Ele obteve 9.925 votos no pleito e não teve sucesso nas urnas. À época, no entanto, Juninho da JR declarou à justiça eleitoral ter recebido pouco mais de R$ 173 mil em recursos, conforme dados a seguir.

Juninho da JR, contudo, por meio de suas redes sociais e numa entrevista concedida para uma rádio local, afirmou não ter qualquer conhecimento a respeito das referidas investigações. “Quero deixar mais uma vez bem claro que eu nunca fui ouvido pela Polícia Federal, que nunca me procurou. Não estou sendo investigado pela Polícia Militar, pela Polícia Civil, muito menos pela Polícia Federal”, disse Juninho.

Já Júnior Macedo, eleito vereador da cidade com 1.143 votos em 2020, teria, de acordo com a PF, recebido R$ 110 mil para sua campanha eleitoral, valor inclusive superior ao permitido pelo Tribunal Superior Eleitoral - TSE. À justiça eleitoral o então candidato a vareador declarou ter recebido pouco mais de R$ 13 mil, conforme dados a seguir.

O Regionalzão entrou em contato com os citados. Juninho da JR se limitou a dizer que “não sabe do que se trata” e agradeceu pelo contato.

Já o vereador Júnior Macedo se posicionou por meio de nota: “O vereador Júnior Macedo afirma que desconhece o caso, que tomou conhecimento no dia de hoje através das redes sociais, reitera que não possui nenhum envolvimento com os investigados, que a suas contas eleitorais foram devidamente prestadas e aprovadas pela Justiça Eleitoral, aprovação essa sem ressalvas, e com sentença transitada em julgado. Por fim, reitera o compromisso de transparência e trabalho, que assumiu com cada cidadão tijucano desde o início de seu mandato”.

A Operação Balada se tornou um grande golpe no crime organizado em Minas e diversos outros Estados e promete desdobramentos, tendo Ituiutaba sido colocada como centro das atenções da Polícia Federal na primeira fase da ação. Até o momento, mais de noventa homens e mais de vinte mulheres foram detidos por conta da grande investigação.

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ituiutaba e Pontal - MG
Ituiutaba e Pontal - MG
Sobre o município Acompanhe as principais notícias das cidades do Pontal do Triângulo Mineiro: Cachoeira Dourada, Capinópolis, Gurinhatã, Ipiaçu, Santa Vitória e Ituiutaba
Uberlândia - MG Atualizado às 14h47 - Fonte: ClimaTempo
28°
Muitas nuvens

Mín. 17° Máx. 29°

Ter 29°C 20°C
Qua 26°C 19°C
Qui 28°C 18°C
Sex 29°C 19°C
Sáb 28°C 19°C
Horóscopo
Áries
Touro
Gêmeos
Câncer
Leão
Virgem
Libra
Escorpião
Sagitário
Capricórnio
Aquário
Peixes
Enquete