Domingo, 23 de Janeiro de 2022
23°

Alguma nebulosidade

Uberlândia - MG

Saúde e Bem-estar Minas

Minas Gerais ganha 715 novas vagas de internação para usuários de drogas

Minas Gerais ganha 715 novas vagas de internação para usuários de drogas

05/02/2014 às 09h32
Por: Adelino Júnior
Compartilhe:
[caption id="attachment_29861" align="aligncenter" width="717"]reuniao-nesta-terca-feira-contou-com-a-participacao-de-representantes-de-42-comunidades-terapeuticas Membros de 42 comunidades terapêuticas do Estado participaram da reunião[/caption] Representantes de 42 comunidades terapêuticas se reuniram, nesta terça-feira (04), na Cidade Administrativa Presidente Tancredo Neves, em Belo Horizonte, para receber informações sobre monitoramento e fiscalização de convênios que garantem 715 novas vagas para internação de usuários de drogas em Minas Gerais. Os contratos foram firmados entre as unidades de tratamento e a Secretaria Nacional de Políticas Sobre Drogas (Senad), do governo federal, que junto com a Secretaria de Estado de Defesa Social (Seds) realizará a gestão das vagas. A iniciativa complementa a Rede Complementar de Suporte Social na Atenção ao Dependente Químico de Minas Gerais, por meio da qual o Governo de Minas estabelece parceria com 32 instituições que atenderam quase 20 mil pessoas em 2013. De acordo com o subsecretário de Políticas Sobre Drogas, Cloves Benevides, o Governo de Minas repassa, anualmente, cerca de R$ 7 milhões às entidades conveniadas e as ações serão suplementadas com o repasse de mais R$ 8,7 milhões, em 2014, pelo governo federal. “É com a integração das práticas de múltiplos atores que se constrói a políticas sobre drogas”, afirmou Benevides. O presidente da Federação de Comunidades Terapêuticas Evangélicas do Brasil, pastor Wellington Vieira, também ressaltou que a assinatura dos convênios atende a uma demanda antiga das comunidades terapêuticas. “Desde 2011, buscamos o reconhecimento do governo federal para que sejamos considerados, de fato, um ponto da rede de atendimento. Foi um processo demorado, mas que agora seguirá um modelo semelhante ao adotado em Minas Gerais desde 2003”, afirma. Capacitação Nesta terça-feira também aconteceu uma reunião de alinhamento pedagógico com representantes de 12 municípios mineiros que aderiram ao programa “Crack, é possível vencer” e que receberão cursos de capacitação sobre a temática das drogas. Estavam presentes, além do subsecretário Cloves Benevides, a diretora do Departamento de Políticas, Programas e Projetos da Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp), Cristina Gross Villanova, e o subsecretário de Integração de Minas Gerais, Daniel Malard. Os cursos de capacitação acontecerão nos municípios de Betim, Contagem, Divinópolis, Governador Valadares, Ipatinga, Juiz de Fora, Montes Claros, Ribeirão das Neves, Santa Luzia, Sete Lagoas, Uberaba e Uberlândia entre 17 de fevereiro e 26 de setembro. Eles serão divididos em três módulos: Curso Nacional de Multiplicador de Polícia Comunitária (80h); Tópicos Especiais em Policiamento e Ações Comunitárias (TEPAC) – Redes de Atenção e Cuidado (40h) e Tópicos Especiais em Policiamento e Ações Comunitárias (TEPAC) – Abordagem policial a pessoa em situação de risco (40h). No total, serão cerca de 480 pessoas capacitadas, entre policiais civis, militares, bombeiros e guardas municipais que atuarão nas cenas de uso mapeadas pela cidade. A diretora da Senasp destacou a importância da troca de experiência entre as forças de segurança pública e os profissionais de saúde e assistência social, que também serão professores nas capacitações. “Além de passar o conhecimento, vocês terão oportunidade de ouvi-los naquilo que é a particularidade de cada uma das ações”, falou aos policiais presentes ao evento.
Fonte Agência Minas
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.