Segunda, 23 de Maio de 2022
24°

Poucas nuvens

Uberlândia - MG

Saúde Dengue

Saúde divulga resultados do primeiro Lira de 2022 em Minas Gerais

A pesquisa mostra o nível de infestação do mosquito transmissor da dengue; a situação é de risco em Araguari, Itapagipe, Ituiutaba e Uberaba

01/04/2022 às 08h00
Por: Gabriele Santos
Compartilhe:
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Na última quinta-feira (31), a Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG) apresentou os resultados do primeiro Levantamento Rápido de Índice para Aedes aegypti (Lira) de 2022. De acordo com os dados, a situação é de risco em Araguari, Itapagipe, Ituiutaba e Uberaba

A pesquisa, realizada junto aos municípios mineiros duas vezes ao ano (em janeiro e em outubro), é parte da estratégia de monitoramento e controle do mosquito transmissor da dengue, zika e chikungunya.

Os dados mostram que 233 municípios mineiros (27,3%) apresentam o índice de infestação igual ou maior que 4 e, por isso, estão em situação de risco. Outros 344 (40,3%) estão em alerta e em 205 (24%) o indicador é classificado como satisfatório, ou seja, o índice de infestação é menor que 1. 

Segundo a Secretaria, nesta edição do estudo, 71 municípios (8,3%) não realizaram o Lira.

A coordenadora Estadual de Vigilância das Arboviroses da SES-MG, Danielle Capistrano, explica que a pesquisa é importante porque, a partir dos resultados, o município pode otimizar e direcionar as ações de controle de vetor, delimitar áreas de maior risco, avaliar metodologias de controle e contribuir para as atividades de comunicação e mobilização por meio de ampla divulgação dos resultados dos índices.

Como combater o mosquito Aedes aegypti

• Mantenha lixeiras sempre tampadas;

• Quintal sem lixo e entulhos; garrafas e baldes de cabeça para baixo;

• Reservatórios de água do ar-condicionado, geladeira e umidificador secos e vazios;

• Deixe ralos limpos e com aplicação de tela;

• Não use pratinhos que acumulam água para vasos de planta;

• Potes para água de animais devem ser limpos com bucha ou escova;

• Mantenha limpos os ralos, canaletas e calhas;

• Realize manutenção periódica de piscinas e caixas d'água;

• Coloque plantas que acumulam água em local coberto;

• Deixe lonas bem esticadas, evitando formação de poças d'água;

• Não utilize garrafas pet com gotejador em plantas que tenham aberturas que o mosquito possa entrar para colocar ovos.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.