Segunda, 23 de Maio de 2022
21°

Alguma nebulosidade

Uberlândia - MG

Ocorrências Crime

Polícia Militar detalha caso de tortura após furto de TV em Ituiutaba

Vítima das agressões foi encontrada com vida e está sob observação no Pronto Socorro

10/05/2022 às 16h18 Atualizada em 11/05/2022 às 08h50
Por: Redação Pontal
Compartilhe:
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

A Polícia Militar divulgou detalhes de um caso de homicídio tentado com requintes de tortura registrado em Ituiutaba, no Triângulo Mineiro. Conforme a corporação, desde a última segunda-feira, 9, um jovem de 21 anos, natural de Ituiutaba, estaria desaparecido, conforme noticiou um irmão da vítima.

O familiar do rapaz procurou a Polícia Militar na manhã desta terça, 9, com o fim de registrar o desaparecimento. Os militares tiveram acesso a um vídeo do até então desaparecido, "apanhando" de chinelo por um grupo de pessoas. A motivação seria por ser a vítima o autor de furto de um aparelho de TV de uma senhora de idade, moradora no Bairro Novo Tempo. Os agressores "sentiram as dores" e prometeram vingar, realizando os atos de tortura gravados no vídeo.

A Polícia Militar, Polícia Civil e Corpo de Bombeiros se deslocaram para as imediações do Poção (Novo Tempo) para fazer buscas. Foram feitas incursões no mato, nas vias públicas e, numa destas, os policiais localizaram a vítima. Ela foi levada ao atendimento médico e se encontra internada no Pronto Socorro de Ituiutaba com escoriações pelo corpo e também será submetido a exames para diagnosticar possíveis fraturas.

De posse de informações, os policiais identificaram os envolvidos, conseguindo êxito em localizar um menor de idade e efetuar a apreensão dele em flagrante de ato infracional. Este menor tem 16 anos e é um dos que aparece nas imagens do vídeo alastrado na rede social. Um homem maior de idade foi identificado, mas não foi encontrado.

Segundo a vítima, pelo menos quatro pessoas participaram das agressões, sendo todos oriundos do Estado de Alagoas.

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.