Sexta, 24 de Setembro de 2021
29°

Trovoada

Uberlândia - MG

Saúde e Bem-estar Pais

Pais lutam para que corpo de filha de 18 anos seja enterrado em casa

Pais lutam para que corpo de filha de 18 anos seja enterrado em casa

22/05/2014 às 10h49
Por: Adelino Júnior
Compartilhe:

  image (2)

Em apenas nove dias, uma família de Santo Antônio do Monte, na região Centro-Oeste de Minas, teve que enfrentar  perda de uma jovem de 18 anos, que morreu em um acidente de carro, e ver o corpo da universitária ser sepultado três vezes. A polêmica começou depois que os familiares, após o primeiro enterro no cemitério da cidade, resolveram sepultar a adolescente no quintal de casa, e conseguirem autorização para isso. No entanto, na última terça-feira (20), uma juíza determinou que o corpo voltasse para o cemitério.

Bianca Rodrigues Silva morreu no dia 11 (domingo), Dia das Mães, a 500 metros de casa. O corpo foi sepultado no mesmo dia após o avô oferecer uma sepultura da família no Cemitério Santo Antônio do Monte. “Não estava com cabeça para resolver nada. Meu pai e sobrinhos que resolveram tudo. Porém, na terça-feira (13), a minha outra filha lembrou que Bianca sempre dizia que não queria sair de perto da família e perguntou se teria como construir um túmulo aqui em casa”, contou o pai da jovem, o engenheiro civil Daniel Rodrigues da Silva, de 41 anos.

[caption id="attachment_35601" align="alignleft" width="225"]image (1) Túmulo foi enfeitado com rosas ( Foto: Arquivo Pessoal)[/caption]

Aceitando a ideia da filha do meio, o engenheiro procurou a delegacia da cidade e a prefeitura. Ele explicou a situação e conseguiu uma autorização do delegado e do secretário de administração da prefeitura para o translado e a sepultamento do corpo. No dia 15, já com todos os papéis em mãos, o pai solicitou que a funerária fizesse o transporte do caixão do cemitério para a sua casa.

“Fiz tudo certo. Meu lote é grande e pedi que meu amigo fizesse um estudo da terra e conseguimos um laudo de impermeabilidade do solo. Depois que o corpo veio para minha residência, minha família se sentiu melhor. Eu tenho condições financeiras de manter a Bianca aqui”, disse Silva.

O secretário de Administração Pública do município, Antenógenes Antônio da Silva Júnior, afirmou que autorizou o translado após a decisão da Polícia Civil. “O delegado autorizou e, no meu entendimento, não havia empecilho nenhum. Apesar de não ter procurado a Vigilância Sanitária, o pai obedeceu ao que era solicitado para a construção do túmulo e apresentou um laudo técnico”, explicou o secretário.

Porém, o transtorno começou depois que a juíza Lorena Teixeira Vaz Dias expediu um mando de busca e apreensão e ordenou que um oficial de Justiça fosse até a casa da família buscar o caixão outra vez. “O oficial chegou com reforço policial até de Bom Despacho. Não tinha necessidade de fazer isso tudo. Minha mulher estava sozinha em casa”, desabafou o pai.

Com a ordem judicial, o caixão de Bianca voltou para o cemitério. De acordo com o advogado da família, Bruno César de Melo, a juíza alegou que o sepultamento em casa poderia causar risco à saúde pública, além de abrir precedentes para outros casos.

“Não existe uma lei especifica para sepultamento em casa. Cada município pode legislar da maneira que achar melhor”, explicou o advogado.

[caption id="attachment_35600" align="alignright" width="225"]image Corpo de jovem ficou no túmulo por cinco dias ( Foto: Arquivo Pessoal)[/caption]

Ainda segundo o defensor, após o sepultamento em casa, ele entrou com um pedido de autorização judicial para que o corpo pudesse ficar no imóvel, mas, novamente, a juíza não autorizou. Uma outra possibilidade seria a cremação de Bianca.

“Vou conversar com o meu cliente na próxima segunda-feira (26). A família vai decidir se entra com um recurso ou se aceita a cremação”, disse Bruno.

Enquanto isso, os pais e dois irmãos da jovem sofrem com a situação. “Minha filha está parecendo um sofá, que eles jogam de um lado para o outro na sala. Ainda não decidimos o que vamos fazer”, finalizou o pai.

A reportagem de O TEMPO tentou contato com a juíza, mas nenhuma ligação no fórum da cidade foi atendida.

Acidente

No dia 11 de maio, Bianca e o namorado de 20 anos voltavam de uma festa quando o jovem colidiu o carro contra um poste do bairro Flávio de Oliveira. Os dois morreram na hora, presos às ferragens.

Bianca, que estava no 1º período de engenharia civil, completaria 19 anos no dia 3 de junho.

Fonte: O Tempo

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Uberlândia - MG Atualizado às 21h00 - Fonte: ClimaTempo
29°
Trovoada

Mín. 20° Máx. 34°

Sáb 36°C 22°C
Dom 35°C 22°C
Seg 34°C 21°C
Ter 35°C 21°C
Qua 36°C 22°C
Horóscopo
Áries
Touro
Gêmeos
Câncer
Leão
Virgem
Libra
Escorpião
Sagitário
Capricórnio
Aquário
Peixes
Enquete