Sábado, 29 de Janeiro de 2022
22°

Muitas nuvens

Uberlândia - MG

Saúde e Bem-estar Minas

Minas Gerais receberá repasse de R$ 46 milhões para o Mais Médicos

Minas Gerais receberá repasse de R$ 46 milhões para o Mais Médicos

02/07/2014 às 12h07
Por: Adelino Júnior
Compartilhe:
[caption id="attachment_37806" align="alignnone" width="620"]20140702003604881780o O ministro Arhur Chioro fez balanço positivo do programa( Foto: Ramon Lisboa / Reprodução / EM)[/caption] Minas Gerais vai receber um reforço no orçamento da saúde. Estado e municípios terão R$ 46,6 milhões para serem aplicados em procedimentos de alta e média complexidade. Desse total, R$ 5 milhões serão destinados a cirurgias eletivas. Belo Horizonte terá repasse de R$ 20,4 milhões para a rede de urgência, Samu e serviços de oncologia. O anúncio foi feito nessa segunda-feira pelo ministro da Saúde, Arthur Chioro, durante o seminário Mais médicos para o Brasil, mais saúde para os brasileiros, na capital. A verba faz parte do investimento em infraestrutura necessária para sustentar o programa, responsável por ampliar em 1.235 o número de profissionais atuando na área de atenção básica de 463 municípios mineiros. Segundo levantamento do Ministério da Saúde, desde o início do Mais médicos, há quase um ano, houve crescimento de 21,6% no número de consultas feitas nas unidades básicas de saúde dos municípios participantes. O atendimento de urgência na atenção básica teve incremento de 40% e as consultas agendadas, de 25,6%. O crescimento na quantidade de atendimentos de rotina foi de 21,9% e as chamadas demandas imediatas avançaram 14%. A presença de profissionais nas cidades onde antes não havia médico ou o tinha em quantidade insuficiente facilitou também o acesso por usuários de drogas e pacientes da saúde mental. Na Grande BH, as consultas agendadas tiveram crescimento de 54,2%, já as de rotina, 42,2%.  “Não adianta só disponibilizar médico. É preciso garantir a infraestrutura para que não precisemos fazer provimentos de urgência para ter médicos”, disse. A previsão é de construir, reformar ou ampliar  2.511 unidades básicas em Minas. “Em 25 anos de SUS, é a 1ª  vez que experimentamos a possibilidade de ter atenção básica em todo o país, especialmente para quem precisa mais.” Fonte: Estado Minas
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.