Domingo, 28 de Novembro de 2021
20°

Trovoada

Uberlândia - MG

Saúde e Bem-estar Pintor

Pintor se passa por Promotor de Justiça para aplicar golpe e é preso em Ituiutaba

Pintor se passa por Promotor de Justiça para aplicar golpe e é preso em Ituiutaba

05/08/2014 às 18h27
Por: Adelino Júnior
Compartilhe:
[caption id="attachment_39804" align="alignnone" width="640"]023 Claudio se passava por Promotor de Justiça para fazer aquisição de materiais de construção ( Foto: Pontal em Foco)[/caption] A Delegacia de Estelionatos de Ituiutaba prendeu na tarde desta terça-feira. 05 de agosto, o pintor Cláudio José do Nascimento, conhecido como Goiaba, que, segundo apurado nas investigações, ligava para as vítimas e se passava por Promotor de Justiça pedindo doações em dinheiro  a serem aplicadas na aquisição de materiais de construção para a reforma de instituições de caridade e da APAC de Ituiutaba. Quando os empresários concordavam em doar o valor, Cláudio ia pessoalmente retirar o dinheiro, mas desta vez se apresentava como emissário do Promotor de Justiça e responsável pela reforma. Foram identificadas duas vítimas do golpe, que repassaram cerca de R$ 6.000,00 (seis mil reais) ao estelionatário ao longo dos dias, acreditando estarem fazendo uma boa ação. ORIENTAÇÕES A Delegada de Estelionatos e Falsifivações, Dra. Daniela Diniz, disse acreditar que existiam mais vítimas do golpe e orienta outros possíveis lesados a procurarem a Delegacia local para que sejam ouvidos. Esclarece que qualquer pessoa, antes de fazer uma doação, deve entrar em contato diretamente com a entidade a ser beneficiada, a fim de verificar se o pedido procede e se a pessoa a quem o dinheiro será entregue é realmente autorizada para tanto, pois nos últimos tempos se tornaram constantes as ocorrências desta natureza. Também não se deve aceitar o número de telefone fornecido pela própria pessoa solicitante da doação, por isso pode ser parte de um golpe e um comparsa é quem pode estar atendendo a ligação e se dizendo da entidade beneficiária. Além disso, é pouco provável que autoridades como Promotores de Justiça e Juízes realizem pessoalmente pedidos dessa natureza. As doações são importantes e devem ser feitas, porém com cautela, para evitar a ação de estelionatários.
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.