Terça, 28 de Junho de 2022
15°

Alguma nebulosidade

Uberlândia - MG

Saúde e Bem-estar Dilma

Dilma cumpriu agenda de campanha e visitou obras da ferrovia norte sul em Iturama

Dilma cumpriu agenda de campanha e visitou obras da ferrovia norte sul em Iturama

08/08/2014 às 21h33
Por: Adelino Júnior
Compartilhe:
[caption id="attachment_40091" align="aligncenter" width="720"]10561823_10204512305317562_3889772797095238377_n Foto: Markim Bomba[/caption] A presidenta Dilma Rousseff cumpriu duas agendas em Iturama (MG) nesta sexta-feira (08), a primeira visita foi no trecho do lote 05 da Ferrovia Norte-Sul, no km 586, a segunda foi na extensão do Km 603 que se localiza na região do Rio Arantes/MG, cortando porIturama/MG e indo até a Ponte do Rio Grande na divisa deEstrela d’Oeste/SP. Pré candidata a reeleição, Dilma Rousseff (PT) chegaria aos referidos locais entre 14:00 e 15:00hs, porém, houve um atraso de mais de 3 horas, a comitiva presidencial desembarcou na cidade paulista de Votuporanga e seguiu em 02 helicópteros das Forças Armadas para o local. No canteiro de obras a presidenta falou com os trabalhadores e conversou com engenheiros sobre a execução do projeto; com prefeitos e demais autoridades presentes. Em seguida concedeu entrevista coletiva a imprensa de diversos veículos e regiões. “O Brasil a mais de duas décadas e meia, 27 anos; não fez o dever de casa, que era construir ferrovias para transportar toda a nossa produção agrícola, mineraria e demais produtores que precisavam ser escoados, isso significou um grande congestionamento nos portos de São Paulo e de todo o Brasil, ocasionando baixo uso da infra-estrutura na região norte e nordeste do país”, disse Dilma Após sua conclusão, a extensão da ferrovia norte sul irá passar por nove Estados brasileiros: Maranhão, Pará, Tocantins, Goiás, Minas Gerais, São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Rio grande do Sul, Dilma disse que o país deu um passo significativo na execução do projeto e que considera a Ferrovia Norte Sul a “Coluna Vertebral” do sistema ferroviário brasileiro “Serão 4 mil km de ferrovia pronta, que irá cortar o pais de norte a sul, e isso significa muito, e não será apenas as regiões citadas que serão beneficiadas, todo o Brasil será beneficiado; explica Dilma. A presidenta enfatizou ainda, que os investimentos do governo federal em ferrovias melhoram a logística de transporte de cargas do País e oferecem melhores condições para a distribuição da produção nacional. “O que não foi feito antes estamos fazendo agora, o que isso significa? Caem os custos aos mercados externo e interno, resolvem-se os gargalos logísticos, além de diversificar e integrar a malha de transporte brasileira; sem contar que diminui a presenças de veículos nas estradas e por fim diminuirá a emissão de gases poluentes provocado por óleo diesel e gasolina que provocam danos ao meio ambiente”, analiza a presidente Por final, Dilma disse que o Triângulo Mineiro é uma região estratégica, e rica no seguimento da agricultura e agropecuária e que influencia o crescimento da atividade no Brasil todo. “Estou impressionada com Iturama, com esta região aqui no pontalzinho do Triangulo Mineiro, não só a riqueza dela, Uberaba, Iturama e toda região é um pólo de produtividade de muita importância para o Brasil todo”, finaliza Dilma Toda a extensão da ferrovia norte sul, esta estimado em 4,2 bilhões de reais, só o trecho do lote 05, 146 km de obras que se localiza no Rio Arantes/MG, cortando por Iturama/MG e indo até a Ponte do Rio Grande na divisa deEstrela d’Oeste/SP custaráaos cofres públicos cerca de 550 milhões de reais e esta previsto sua conclusão em abril de 2015, já a obra completa, de acordo com a presidente, deverá estar pronta em novembro de 2015.
Diário do Triangulo
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.