Domingo, 28 de Novembro de 2021
20°

Trovoada

Uberlândia - MG

Saúde e Bem-estar Vigilância

Vigilância Ambiental em Saúde continua trabalhando no combate à Raiva Animal

Vigilância Ambiental em Saúde continua trabalhando no combate à Raiva Animal

29/11/2014 às 16h00
Por: Adelino Júnior
Compartilhe:
O trabalho da Secretaria Municipal de Saúde, por meio da Vigilância Ambiental de Saúde, antigo CCZ, está presente em diversos setores, um deles é a busca, identificação e controle das espécies de morcegos hematófagos, tanto em Ituiutaba quanto na região. O monitoramento e atendimentos de casos de aparecimentos e infestações de morcegos são atendidos frequentemente pelo departamento, que tem uma equipe preparada e especializada para fazer o trabalho. Segundo o coordenador da Vigilância Ambiental em Saúde – CCZ, Antônio Carlos, os atendimentos têm sido constantes para evitar problemas maiores. “Nossas equipes estão sempre em alerta para identificarmos e capturamos estes animais, evitando o reaparecimento de casos de Raiva em nosso município e região, temos trabalhado muito e atendido muitas solicitações”, disse Antônio Carlos. Para quem não tem conhecimentos a raiva é uma doença aguda do Sistema Nervoso Central (SNC) que pode acometer todos os mamíferos, inclusive os seres humanos. É caracterizada por uma encefalomielite fatal causada por vírus do gênero Lyssavirus. A doença acontece em todo mundo e no Brasil, a principal espécie animal transmissora da raiva ao ser humano continua sendo o cão e o gato, embora os morcegos estejam cada vez mais aumentando a sua participação, podendo ser os principais responsáveis pela manutenção de vírus no ambiente silvestre. Antônio Carlos ainda afirmou que as equipes estão empenhadas em manter Ituiutaba e região livre da Raiva, mas para isso é importante e fundamental que a população, principalmente da zona rural, informe sobre os eventos e se seus animais estão sendo picados por morcegos, pois as informações são valiosíssimas para nos. Lembramos que somente as espécies hematófagas é que apresentam risco e necessitam ser controladas, mas as demais espécies de morcegos são benéficas. Em caso de dúvidas ou informações, a população pode entrar em contato com o Centro de Controle de Zoonoses pelos telefones (34) 3268-2398 ou 0800-941-6500. FormatFactoryMorcegoCCZ28nov14
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.