Quinta, 09 de Dezembro de 2021
18°

Alguma nebulosidade

Uberlândia - MG

Saúde e Bem-estar CIDES

CIDES assina contrato com empresa que irá administrar os ativos da iluminação pública na região

CIDES assina contrato com empresa que irá administrar os ativos da iluminação pública na região

19/12/2014 às 12h27
Por: Adelino Júnior
Compartilhe:
O prefeito de Ituiutaba, Luiz Pedro Corrêa do Carmo, que é o presidente do  Consórcio Público Intermunicipal de Desenvolvimento Sustentável do Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba – CIDES, participou na tarde desta quinta-feira, 18, da solenidade de assinatura do contrato de administração dos ativos da iluminação pública com a empresa vencedora do processo licitatório para prestação de serviço nas demandas de iluminação pública nas 20 cidades que por meio do consórcio passam, a partir de 2015, a responder pelos ativos da iluminação pública. Segundo a assessoria da AMVAP – Associação dos Municípios da Microrregião do Vale do Paranaíba, a empresa executora foi definida em licitação, na modalidade pregão, na qual foi adotado como essencial critério de escolha o menor preço global entre as propostas das concorrentes. A partir de janeiro cada município do CIDES passa a contar com serviço de valor mais acessível, na média de R$5,94 por ponto de iluminação. As cidades que integram o serviço reunidas no consórcio são: Araporã, Cachoeira Dourada, Campina Verde, Canápolis, Capinópolis, Cascalho Rico, Centralina, Douradoquara, Estrela do Sul, Grupiara, Gurinhatã, Indianópolis, Ipiaçu, Iraí de Minas, Ituiutaba, Monte Alegre de Minas, Monte Carmelo, Prata, Santa Vitória e Tupaciguara. Para Luiz Pedro, os municípios estarão enfrentando um grande desafio a partir de 2015, com a responsabilidade de assumir a iluminação pública, e o trabalho sendo feito através desse Consórcio, será a saída para as Prefeituras, especialmente os municípios menores. FormatFactoryCides-Foto-AscomAMVAP
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.