Quinta, 09 de Dezembro de 2021
18°

Alguma nebulosidade

Uberlândia - MG

Educação Reviravolta

Reviravolta no caso da Jovem encontrada morta dentro de um latão em Uberlândia!!!

Reviravolta no caso da Jovem encontrada morta dentro de um latão em Uberlândia!!!

20/01/2015 às 09h06
Por: Adelino Júnior
Compartilhe:
A jovem Késia Freitas Cardoso, de 26 anos,encontrada morta nesta segunda-feira (19), em Uberlândia, era garota de programa. A informação  foi confirmada pelas polícias Civil e Militar após depoimentos de pessoas que conheciam a vítima. Segundo informações de uma amiga, a jovem desapareceu  na última sexta-feira (16/01), após pegar um táxi na região central com destino ao Bairro Jardim Célia, onde tinha um encontro marcado.  A princípio, foi repassado aos policiais que esse encontro foi marcado pela internet com um desconhecido, mas no decorrer das averiguações foi constatado que seria com um cliente. A jovem saiu por volta das 14h e não voltou. O corpo foi encontrado dentro de um latão, no Bairro Industrial. Ela era empresária e sócia de uma empresa de arquitetura em Tocantins (TO) e estava na cidade mineira desde o início da semana passada. Uma das amigas da vítimas relatou, em depoimento, que o mesmo cliente de Késia havia ligado para ela momentos antes e, com isso, a polícia conseguiu descobrir o número de origem da ligação e verificou que o telefonema partiu de uma oficina mecânica situada no Bairro Nossa Senhora das Graças. Após, os policiais fizeram contato com o estabelecimento. O proprietário e o gerente informaram que estavam viajando e que não sabiam nada sobre o caso. Eles disseram ainda que as chaves da empresa ficaram sob responsabilidade de um dos funcionários e do filho do gerente. A polícia conseguiu falar com o funcionário que afirmou que o latão encontrado no local do crime era mesmo da oficina e que estava no local até as 18h de sexta-feira. Já o filho do gerente não foi localizado e segue foragido como o principal suspeito do homicídio de Kesia.  Segundo informações colhidas na empresa, o filho do gerente, um jovem de 23 anos, teria sido o único que saiu no período da tarde no dia do crime e que tinha acesso a toda loja. De acordo com o delegado responsável pelo caso, Matheus Possancini:
O crime, a princípio, está sendo tratado como homicídio, mas ainda é cedo para dar detalhes concretos sobre a morte da jovem. Ele disse ainda que as averiguações continuam. A polícia trabalha para localizar o foragido
Segundo a Polícia Militar , o corpo da jovem foi localizado por um funcionário de uma obra . Ele viu a mulher morta e chamou a guarnição. A perícia identificou que ela estava nua, enrolada em um pano e com cortes na cabeça e no pescoço. Próximo ao local foi encontrado um comprovante de cartão com o nome da garota.  Ainda segundo a PM, o corpo foi levado para o necrotério do cemitério Campo do Bom Pastor devido ao estado de decomposição. Há suspeita que o crime tenha ocorrido na sexta ou no sábado. Na internet, amigos da jovem divulgaram fotos desde o desaparecimento em busca de informações. Ela é de Paraíso do Tocantins e estava hospedada em hotel de Uberlândia com a amiga. Encontro pela internet O amigo de infância de Kesia, Maxwell Viana Panta, conversou com a reportagem do Correio e disse que a jovem teria saído para encontrar um rapaz que conheceu pela internet. Segundo ele, a amiga não havia passado dados do encontro. Ninguém sabe quem era esse homem. Ela não tinha visto ele ainda, o amigo ainda afirmou que a garota não tinha nenhum tipo de ligação com bebidas nem drogas. Queremos que a polícia encontre quem fez isso com ela e que seja feita Justiça", finalizou. Maxwell ressaltou que a amiga já teria vindo outras vezes a Uberlândia, mas que foi dessa vez que teria "conhecido" o homem. A viagem de volta de Késia estava marcada para a próxima sexta-feira 23 de janeiro. [caption id="attachment_53499" align="aligncenter" width="380"]Sem título-1 Foto: Divulgação /PM[/caption]  Correio
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.