Segunda, 18 de Outubro de 2021
20°

Nuvens esparsas

Uberlândia - MG

Saúde e Bem-estar Enquete

Enquete aponta rejeição do internauta com relação a Área Azul em Ituiutaba

Enquete aponta rejeição do internauta com relação a Área Azul em Ituiutaba

18/05/2015 às 15h32
Por: Adelino Júnior
Compartilhe:
Uma enquete aberta realizada pelo Pontal em Foco na última semana, mostrou um resultado negativo com relação a aprovação das pessoas com a cobrança na Área Azul no Centro de Ituiutaba. A pesquisa foi respondida por 300 pessoas que tiveram acesso a matéria onde mostrava os dois lados da moeda, tanto os benefícios da cobrança defendido pela Administração Pública quanto  o lado de alguns lojistas que pedem adequação da cobrança. A pequisa mostra que 48% dos internautas não querem que seja feita a cobrança, 19.67% gostaram do novo formato e 32.33% defende que a Área Azul permaneça como era, ou seja, com os agente fazendo a cobrança, não sendo necessário ir até um estabelecimento fazer a compra e retornar até o carro.   enquete~1 Se juntarmos os valores das duas primeiras opções que são positivas, mostrará um resultado de 52% entre as pessoas que gostaram do novo formato e as pessoas que gostariam que a cobrança fosse feita como era a extinta Zona Azul. Por uma decisão da Justiça a Zona Azul acabou em 2012 e deixou cerca de 50 jovens desempregados em Ituiutaba, na ocasião a Secretária Municipal de Desenvolvimento Social, Sônia Correa do Carmo comentou o caso em vários programas de rádio e de televisão.
A Prefeitura nunca quis acabar com esse projeto, que é de grande importância para a nossa cidade e lamentamos essa decisão, que traz um grande prejuízo social para esses jovens, que agora estão numa situação de grande vulnerabilidade social”, alertou a Secretária Municipal de Desenvolvimento Social, Sônia Maria Corrêa do Carmo na época.
Em entrevista ao Pontal em Foco o Prefeito de Ituiutaba, Luiz Pedro Corrêa do Carmo, falou sobre a mudança e não descartou a possibilidade de modificações. Segundo o prefeito, as melhorias devem ser feitas em conjunto com a população. A grande maioria das reclamações vêm por parte de pessoas que trabalham no Centro da cidade e que costumavam estacionar ali.
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.