Candidato a prefeito de Ipiaçu assume, em entrevista, que comprou votos nos últimos dois mandatos

0
Anúncio

Em entrevista ao quadro “Tudo as Dez”, exibido no Facebook do Pontal em Foco, nesta quarta-feira (21), o candidato a prefeito de Ipiaçu Edvaldo Rosa, fez uma revelação um tanto quanto polêmica. 

Ao ser questionado pelo apresentador, Adelino Júnior, sobre “grupões” de pessoas influentes para a eleição dos candidatos em troca de cargos na prefeitura, o candidato informou que todos os candidatos em Ipiaçu realizam compra de votos, inclusive ele próprio, nas eleições em que concorreu como vereador.

Naquela época, nas seis eleições passadas, eu tratava política como um investimento. O que é um investimento na política? Eu gasto uma certa quantia e pego depois ela de volta. Veja bem, a conta é fácil de fazer: você gasta R$ 100.000,00 (cem mil reais) para se eleger vereador, que nas outras campanhas eu fui candidato a vereador e ajudei um irmão meu candidato a vereador também. Então, você gasta aí aproximadamente R$ 100.000,00 (cem mil reais), tá certo? E depois você vai ganhar aproximadamente aí 300.000,00 (trezentos mil reais) de salários” –  disse o candidato.

Após a explicação acima Adelino questiona se o valor acima era gasto com investimento em campanha, pois os eleitores que acompanhavam a entrevista poderiam ligar a fala com o crime de Compra de Votos e o candidato informou que a prática é muito comum no município e que todos os candidatos compram votos, inclusive que ele responde processo na Justiça Eleitoral por tal crime. Porém, nesta eleição ele está tentando não fazer parte deste grupo de compra de votos.

Edvaldo cita ainda segundo sua concepção os três tipos de eleitores existentes em Ipiaçu:

Eleitores Conscientes;
Eleitores Fanáticos; 
Eleitores Corruptos.

Segundo o candidato os terceiro tipo de eleitores é o mais presente em Ipiaçu.
VEJA A ENTREVISTA NA ÍNTEGRA CLICANDO AQUI

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui