Prefeita visita ‘acampados’ nos Nova Ituiutaba 2 e 4 e analisa situação dos imóveis

Leandra, chefe do Executivo, esteve acompanhada da secretária de Desenvolvimento Social, Aleuene Guedes, quando repassou informações obtidas junto a direção nacional da Caixa

0
Anúncio

Conforme publicação nas redes sociais, a prefeita de Ituiutaba, Leandra Guedes (Avante), visitou nesta terça-feira, 20 de abril, populares que se encontram acampados nas imediações dos Residenciais Nova Ituiutaba 2 e 4, em manifesto pela lentidão na entrega dos imóveis Minha Casa Minha Vida, que se arrasta por anos e está paralisada, apesar da Caixa Econômica Federal – CEF ter retomado o canteiro de obras no início de 2021. O ‘acampamento’ no local teve início no dia 13 de abril.

A prefeita, que retornou recentemente de Brasília após ter se reunido com o ministro da Saúde e também onde cumpriu agenda com representantes da Caixa, foi até o local utilizado como base dos manifestantes para informá-los sobre a real situação para a retomada das obras e a consequente entrega aos contemplados. A chefe do Executivo estava acompanhada da secretária de Desenvolvimento Social, Aleuene Guedes, que também participou das articulações em Brasília, sobre a entrega dos imóveis, na última semana.

O Regionalzão apurou que Leandra mostrou aos futuros moradores dos Residenciais vasta documentação sobre o impasse que envolve a interrupção e a expectativa para a retomada das obras. Ela também se comprometeu em apoiar as ações e acompanhar de perto a situação junto a Caixa, que é a responsável pelos imóveis.

A prefeita informou aos contemplados que a expectativa, conforme os representantes do banco, é que o chamamento público para que uma nova empresa assuma os trabalhos nos residenciais ocorra na primeira quinzena de maio. Após o diálogo com as pessoas, ela se dirigiu para o interior dos Residenciais, onde analisou a situação das ruas e da casas, que por conta do longo tempo de impasse para conclusão, ficaram parcialmente deterioradas.

Leandra teria explicado aos manifestantes que não é necessária a presença no local dos protestos, pois a direção da Caixa se comprometeu em, periodicamente, repassar as informações relacionadas ao casos para que os contemplados tenham amplo acesso ao processo. Ela também demonstrou apoio ao movimento e solicitou que a Superintendência de Água e Esgotos – SAE forneça água e outras pastas do Poder Executivo apoiem a ação dos futuros moradores dos imóveis de forma pontual. Confira abaixo a publicação feita nas redes sociais!